Alguns dos Maiores Pintores do Brasil

Sempre é dificil e arriscado criar uma lista de quem são os maiores pintores do nosso Brasil, porem neste artigo vamos ver se conseguimos trazer alguns dos mais importes pintores do cenario nacional para você conhecer melhor seus trabalhos e influências.

Como você coloca a poesia em movimento? Tem gente que escreve versos, tem aqueles que se expressam por crônicas. Uns preferem logo já escreverem um livro inteiro, outros partem para os rabiscos, traços e pinceladas. Toda forma de arte é poesia. Tudo aquilo que te toca, comove, emociona e transborda é poesia.

Tarsila do Amaral

Tarsila do Amaral

Tarsila é um dos nomes mais fortes do Brasil, pois foi uma figura central para a primeira fase do modernismo no Brasil. A artista vivia na Europa, porém retornou ao país para o “Grupo dos Cinco”, do qual faziam parte também Anita Malfatti, Mario de Andrade, Oswald de Andrade e Menotti Del Picchia, na Semana de Arte Moderna.

Tarsila do Amaral Abaporu

“Abaporu” – considerada a tela brasileira mais valorizada no mundo, tendo alcançado o valor de US$ 2,5 milhões em um leilão.

A arte de Tarsila é impregnada por cores vivas e ela teve bastante influência do cubismo, ao incluir formas geométricas em suas pinturas. A artista também priorizava temas sociais e do cotidiano, além de paisagens do Brasil para reproduzir em suas telas.

O quadro “Abaporu” ganhou fama por ser a primeira obra do movimento antropofágico nas artes plásticas. Além do movimento Pau-Brasil, ela criou o movimento Antropofágico que pretendiam que os artistas brasileiros tivessem mais contato com a arte europeia. Entre as propostas desta fase, Tarsila defendia que os artistas brasileiros deveriam conhecer bem a arte europeia, porém deveriam criar uma estética brasileira, apenas inspirada nos movimentos europeus.

“O lavrador de café”, reproduz uma fazenda de café do século 20. Retratar essa figura com pés e mães enormes era uma forma do artista mostrar a importância do trabalhador brasileiro.

 

Portinari

O lavrador de café

O artista plásticos Candido Torquato Portinari é conhecido pela beleza, qualidade e quantidade de obras finalizadas. Foram quase 5 mil obras. Destaque para O Lavrador de Café (na imagem de destaque) e seu painel Guerra e Paz. Ele é considerado o pintor brasileiro com maior expressão internacional. Sua fama começou quando, em 1935, recebeu uma premiação pela obra Café, em Nova Iorque.

Em suas obras é comum encontrar temas como questões sociais do país, religiosidade e ele tinha influência do surrealismo, cubismo e da arte dos muralistas mexicanos. Para citar algumas de suas obras mais famosas, temos “A Primeira Missa no Brasil”, “São Francisco de Assis” e Tiradentes”.

 

Di Cavalcanti – “Samba”

samba Di Cavalcanti

O pintor, ilustrador e caricaturista Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo, começou cedo na carreira das artes plásticas. É dele a autoria da capa do catálogo produzido para a Semana de Arte Moderna de 22, além de ter exposto 11 obras no evento. Di Cavalcanti também ilustrou a capa dos livros de dois grandes escritores brasileiros: “Carnaval”, Manuel Bandeira e “O losango de Cáqui”, de Mário de Andrade.

Um dos trabalhos mais populares do artista foi a pintura da Via-Sacra para a recém inaugurada catedral de Brasília. Assim como seus colegas, elegia os temas nacionais para expor em suas obras, principalmente o samba, mas também os operários, as favelas, festas populares… Ele foi influenciado pelos movimentos expressionista, cubista e dos muralistas mexicanos.

Carybé

Lavadeiras
“Lavadeiras”

Carybé é o nome artístico de Hector Julio Páride Bernabó. De múltiplos talentos, foi pintor, gravador, desenhista, ilustrador, ceramista, escultor, muralista, historiador e jornalista. Carybé nasceu na argentina, mas é brasileiro naturalizado e residente no Brasil desde 1949 onde residiu até sua morte, em 1997.

Sua paixão pela Bahia influenciou não só suas obras com elementos como a capoeira, os rituais afro-brasileiros, as belezas naturais, entre outros, mas também quando ele assumiu o cargo de secretário da educação do estado da Bahia. O artista também ilustrou duas capas de livros bem importantes: “Cem Anos de Solidão”, de Gabriel Garcia Márquez e “Macunaíma”, de Mario de Andrade.

Aprenda mais sobre esta maravilhosa arte, descubra a pintura. Ame a Pintura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s